Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Vigilância Epidemiológica

A Malária, na região extra Amazônica, é doença de notificação imediata, conforme Portaria nº 204 de 17 de fevereiro de 2016, devendo ser comunicada por telefone imediatamente aos órgãos competentes: Secretaria Municipal de Saúde, Coordenadoria Regional de Saúde, Secretaria Estadual de Saúde (Centro Estadual de Vigilância em Saúde).

No Brasil, a Malária é um grave problema de saúde pública e a magnitude da malária está relacionada à elevada incidência da doença na Região Amazônica e à sua potencial gravidade clínica.

O principal objetivo é o diagnóstico precoce e o tratamento correto e oportuno, estes são os meios mais adequados para reduzir a gravidade e a letalidade por malária.

Todo indivíduo que esteve em área de transmissão de malária e apresentar quadro febril deverá procurar atendimento médico o quanto antes e dizer onde esteve.

Arquivos anexos

Centro Estadual de Vigilância em Saúde