Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria da Saúde
Início do conteúdo

Situação Epidemiológica/Dados

Em janeiro de 2009, a Secretaria Estadual de Saúde (SES/RS) notificou o primeiro caso autóctone confirmado de Leishmaniose Visceral Humana (LVH) no município de São Borja, início de sintomas em 2008. Dos casos autóctones de LVH o Rio Grande do Sul conta com 31 casos, distribuídos nos municípios de São Borja, Uruguaiana, Itaqui, Porto Alegre e Viamão. Desses, 26 casos evoluíram para cura e 5 para óbito.

Leishmaniose Visceral no RS - Fonte Sinan Net (dados preliminares SE 33/2019)
Leishmaniose Visceral no RS - Fonte Sinan Net (dados preliminares SE 33/2019)

Em virtude de ser uma enfermidade nova no território gaúcho, com alta letalidade em indivíduos não tratados, com impossibilidade de erradicação do vetor e com tendência de expansão para vários municípios, devemos atentar para a identificação de animais e humanos doentes.

Centro Estadual de Vigilância em Saúde