Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Programa estadual sobre febre amarela é referência mundial

Publicação:

Equipes do Cevs também estão percorrendo áreas de risco orientando a população.
Equipes do Cevs também estão percorrendo áreas de risco orientando a população. - Foto: Divulgação/SES

A experiência de mais de 18 anos do programa de vigilância da febre amarela do Estado tornou-se uma referência reconhecida internacionalmente. Na última semana o biólogo Marco Antônio de Almeida esteve no Panamá, onde palestrou em um congresso de doenças infecciosas emergentes. Em outubro, ele e outros servidores do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) irão a Guiana, a convite da Organização Pan Americana da Saúde (OPAS), treinar e capacitar agentes do país.

Além desses trabalhos, ações no Estado buscam evitar a entrada da febre amarela. Para isso, um censo vacinal foi realizado em áreas rurais entre julho e agosto, além de visitações a localidades do Norte, Serra e Litoral, por onde estima-se que o vírus possa ingressar. No próximo dia 16, um evento em Porto Alegre reunirá profissionais de hospitais de todo o Estado para falar sobre o manejo clínico da doença. O evento está com inscrições abertas no site da Secretaria da Saúde.

Link: Inscrições Capacitação Manejo Clínico Febre Amarela - 16 de fevereiro de 2019

Marco Almeida (à esquerda) durante congresso internacional no Panamá em agosto deste ano.
Marco Almeida (à esquerda) durante congresso internacional no Panamá em agosto deste ano. - Foto: Divulgação/SES
Centro Estadual de Vigilância em Saúde