Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Medidas de Prevenção e Controle

A principal medida de prevenção contra coqueluche é a vacinação. O Calendário Básico preconizada pelo Ministério da Saúde é de 3 doses com a vacina pentavalente (DTP + Hib + Hepatite B), um reforço aos 15 meses de idade, e um segundo reforço aos 4 anos de idade com a tríplice bacteriana (DTP), que pode ser aplicada até 7 anos de idade (6 anos, 11 meses e 29 dias). A imunidade pela vacina não é permanente, durando em média 5 a 10 anos e após este período a proteção pode ser pouca ou inexistente. Outra estratégia utilizada na prevenção da coqueluche é vacinar todas as gestantes com a vacina tríplice bacteriana acelular tipo adulto (dTpa). Essa vacina deve ser administrada a cada gestação, a partir da 20ª semana até, preferencialmente, 20 dias antes da data provável do parto. Também é indicada para profissionais de saúde que atuam em maternidades e em unidades de internação neonatal (UTI/UCI convencional e UCI Canguru) que atendem recém-nascidos e crianças menores de 1 ano.

Os caso suspeitos de coqueluche devem ser notificados e investigados e ainda se deve proceder a busca ativa por outros casos, através da investigação de  contatos a ser realizada em residência, creche, escola e em outros locais que possibilitaram o contato íntimo com o caso. Verificar a situação vacinal dos contatos e, se necessário, atualizar o esquema vacinal dos menores de 7 anos com a pentavalente ou a vacina DTP. Algumas situações possuem a indicação de quimioprofilaxia, especialmente se há grupos vulneráveis envolvidos. A quimioprofilaxia é indicada conforme Guia de Vigilância em Saúde, 2016, pag. 95.

Tossidores identificados no grupo dos comunicantes vulneráveis devem ser considerados casos suspeitos de coqueluche. Portanto, devem ser notificados e tratados, independentemente do resultado laboratorial. Além disso, deve-se coletar material de nasofaringe para cultura ou PCR, preferencialmente, antes do início da antibioticoterapia.

Centro Estadual de Vigilância em Saúde