Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governador e ministro dão início à campanha da vacinação contra gripe

Publicação:

Governador Eduardo Leite acompanhou a vacinação ao lado do ministro Mandetta e do prefeito Marchezan.
Governador Eduardo Leite acompanhou a vacinação ao lado do ministro Mandetta e do prefeito Marchezan. - Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

Foi realizada na manhã desta quarta-feira (10) a abertura oficial da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. O evento aconteceu em Porto Alegre, no Centro de Saúde Modelo, e contou com as presenças do governador do Estado, Eduardo Leite, e do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que estiveram acompanhados pela secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann. Numa primeira etapa, até o dia 18 (quinta-feira da próxima semana), será priorizada a imunização das crianças (maiores de seis meses e menores de seis anos) e das gestantes (de qualquer período de gravidez).

Além da dose contra a influenza, esses dois públicos poderão aproveitar para fazer a atualização das cadernetas de vacinação. A partir do dia 22 deste mês, poderão procurar os postos os demais grupos prioritários, como as pessoas acima dos 60 anos, portadores de doenças crônicas, professores e trabalhadores da área da saúde. Em todo o RS, são mais de 3,7 milhões de pessoas elegíveis para a campanha.

Em sua fala durante o evento, o governador Eduardo Leite ressaltou a importância da mobilização pela prevenção. Sobre o alcance do público-alvo, ele frisou que “a meta (90% de cobertura) é ousada, mas factível se for compreendido que trata-se de mais do que uma campanha, é um movimento”, disse. “É preciso o engajamento da sociedade, um comprometimento coletivo que a vacinação é uma responsabilidade de todos”, completou.

O ministro Mandetta, por usa vez, falou do histórico do Brasil em realizar grandes campanhas de vacinação. “Serão mais de 65 milhões de doses distribuídas em todo o país para garantir para aqueles que mais necessitam um inverno imune daqueles vírus e evitar que aquela gripe se torne uma pneumonia e se transforme em tristeza e óbito”, afirmou.

 

Calendário da campanha

A campanha foi aberta nesta quarta-feira (10) para as crianças e gestantes. Os demais grupos podem se vacinar a partir do dia 22. O Dia D da estratégia será em 4 de maio, sábado, com a abertura extraordinária dos postos de vacinação. A campanha tem término previsto para 31 de maio.

Grupos que podem receber a vacina a partir de 10/4:
- Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)
- Gestantes (em qualquer idade gestacional)

Grupos que podem receber a vacina a partir de 22/4:
- Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)
- Gestantes (em qualquer idade gestacional)
- Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)
- Pessoas com 60 anos ou mais
- Povos indígenas aldeados
- Trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados
- População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional
- Professores de escolas públicas e privadas
- Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais*

*Doenças crônicas respiratórias, cardíacas, renais, neurológicas ou hepática; diabetes; imunossupressão; obesidade; transplantados ou pessoas com trissomias (alterações genéticas congênitas).

Centro Estadual de Vigilância em Saúde