Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria da Saúde
Início do conteúdo

Disque Vigilância realiza mais de 1,2 mil atendimentos no primeiro semestre

Publicação:

Canal orienta quanto a temas das vigilâncias epidemiológica, sanitária, ambiental e saúde do trabalhador.
Canal orienta quanto a temas das vigilâncias epidemiológica, sanitária, ambiental e saúde do trabalhador. - Foto: Divulgação/SES

O Disque Vigilância é um serviço da Secretaria da Saúde, pelo telefone 150, para fazer a notificação de doenças e prestar informações sobre qualquer tema da área de saúde ou denúncias quanto a vigilância sanitária, vigilância ambiental e saúde do trabalhador. Somente no primeiro semestre do ano, foram 1.267 atendimentos prestados. Informações quanto ao combate aomosquito Aedes aegypti e dúvidas quanto a vacinação estão entre as solicitações mais frequentes.

O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 22 horas, e nos sábados, domingos e feriados, das 8 às 20 horas. A novidade para este ano é que o serviço está agora também disponível por e-mail, pelo contato disquevigilancia@saude.rs.gov.br.

Ao longo de todo o ano passado, o setor registrou 982 atendimentos. A coordenadora do Disque Vigilância, Cintia Simoni, explica que a diferença nos números, contudo, não significa necessariamente um aumento nas solicitações. “Até 2018, muitas informações não eram documentadas, sendo concluídas na própria ligação sem deixar o registro do atendimento, por isso tanta diferença entre os atendimentos do ano passado e 2019”, descreve. Como comparação, foram 131 consultas técnicas a profissionais de saúde em atendimento ao paciente no primeiro semestre deste ano contra 126 no ano passado.

O atendimento é prestado por uma equipe formada por nove plantonistas, que são especialistas em saúde do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), e estagiários de áreas como biologia, veterinária, biomedicina, entre outros cursos afins.

Cintia comenta que, mesmo quando a dúvida ou orientação não pode ser respondida na hora da ligação, caso seja necessária uma pesquisa ou encaminhamento, eles registram o contato para posterior retorno. “Muitas vezes precisamos procurar outros órgãos, como a prefeitura da cidade quando o caso é uma denúncia que compete ao município fiscalizar ou é uma doença que o município precise realizar investigação epidemiológica. E passamos para os órgãos da agricultura questões envolvendo produtos de origem animal e bebidas alcoólicas. Questões da área ambiental encaminhamos para a vigilância ambiental ou secretaria do meio ambiente, dependendo do caso”, afirma.

Assim como assuntos sobre a dengue e vacinação, o canal também recebe, entre as principais solicitações, denúncias da vigilância sanitária quanto a estabelecimentos de alimentos, estabelecimentos de saúde, farmácias, entre outros, informações sobre desalojamento de morcegos e solicitações de materiais técnicos. Entre as consultas técnicas, as principais solicitações foram quanto a profilaxia da raiva e acidentes envolvendo barbeiros e carrapatos.

 

Serviço:

Disque Vigilância – telefone 150

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h30 às 22 horas, e nos sábados, domingos e feriados, das 8 às 20 horas.

E-mail: disquevigilancia@saude.rs.gov.br

Solicitações mais frequentes:

- Denúncias e informações quanto a criadouros do Aedes aegypti

- Denúncias na vigilância sanitária, quanto a estabelecimentos de alimentos, estabelecimentos de saúde, farmácias, etc.

- Informações sobre desalojamento de morcegos

- Informações sobre imunizações e campanhas de vacinação

- Notificações e informações sobre doenças e agravos

- Solicitações de materiais técnicos

Centro Estadual de Vigilância em Saúde